1437

A solidão é a matéria prima do poeta.

Nenhum comentário: