931

É nítido que a sensibilidade do vivaz é extraordinária. Isto o torna também um ser mais inquieto e perturbado. Logo, é natural que o vivaz sinta uma necessidade maior de anestesiar sua sensibilidade, embriagando-se.

Nenhum comentário: