867

O tempo passa na velocidade certa. Nem tão lento para que não morramos de tédio. Nem tão rápido para que não captemos de forma brusca o derretimento de nossas peles sobre nossos esqueletos.

Nenhum comentário: