692

Não há como provar, mas acredito que o azul que enxergo não é o azul que outrem enxerga. Deste modo, é plausível aplicar esta crença não só para todas as cores, mas a todos os nossos sentidos.

2 comentários:

divagaracoes disse...

Sente-se como? Cada um sabe o que sente de jeito inexplicável.

sabe tudo.

Filipe Ret disse...

boa, Divagarações! Quero lê-lo. escreva mais por favor.