413

Lamento, sinceramente, pelos que não mudam o modo de pensar, o modo de vestir-se, o modo de ler o mundo. E, mais ainda, pelos que nem tentam mudar estes modos.

Nenhum comentário: