305

Acordei de madruga com o som de minha gargalhada sonâmbula. Lindo e assustador. Alegria inconsciente.

2 comentários:

Raphael disse...

Coisa rara que faz bem... saudade.

Adriano de Oliveira disse...

HHAHAAHAHHAAH. imagino a cena