196

Fora raras excessões, o ato de bondade revela-se inteligente. O ato de maldade revela-se burro.

Nenhum comentário: